Culpa exclusiva da vítima em acidente afasta responsabilidade de indenização

Culpa exclusiva da vítima em acidente afasta responsabilidade de indenização

A 6ª Turma do Tribunal Regional Federal 1ª Região (TRF1), por unanimidade, manteve a sentença, do Juízo Federal da 2ª Vara da Subseção Judiciária de Anápolis/GO, que julgou improcedentes os pedidos de indenização por danos morais e materiais formulados pelos autores em razão de acidente ocorrido na rodovia BR-153, estrada em processo de duplicação à época dos fatos, tendo o veículo dos requerentes colidido com um monte de areia no meio da obra da nova pista.

Os autores alegam, dentre outros motivos, que os danos sofridos decorreram da negligência e imprudência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da empresa Loctec Engenharia Ltda e que essas instituições devem indenizar os autores por danos morais e materiais.

O relator, desembargador federal Jirair Aram Meguerian, afirmou que, segundo os autos, o apelante, um dos autores, transitava em trecho de rodovia em obras e não liberada para tráfego, fato que, por si só, já representa um alto risco e ainda o fazia sem habilitação, conforme confessado em depoimento juntado ao processo. "Considerando o fato de dirigir sem CNH e ter adentrado trecho de rodovia cujo acesso não estava liberado, entendo que resta configurada culpa exclusiva da vítima no acidente, razão pela qual se afasta a responsabilidade das apeladas", concluiu o magistrado.

Processo: 0001199-71.2014.4.01.3502/GO

Data do julgamento: 15/07/2019

Data da publicação: 31/07/2019

FONTE:  http://www.lex.com.br/noticia_27869674_CULPA_EXCLUSIVA_DA_VITIMA_EM_ACIDENTE_AFASTA_RESPONSABILIDADE_DE_INDENIZACAO.aspx 

Outras notícias

NOTÍCIAS 04 à 14 de agosto
quinta-feira 13 agosto / 2020 Ato de conteúdo decisório em embargos de declaração contra despacho pode ser impugnado por agravo de instrumento Justiça reconhece a validade da cessão fiduciária sobre duplicatas não individualizadas em recuperação judicial IRTDPJ Brasil - Desmaterialização: mais um serviço da Central RTDPJ para os cartórios
terça-feira 11 agosto / 2020 Correção monetária abusiva não é suficiente para afastar mora do comprador de imóvel CNJ destaca atuação dos Cartórios extrajudiciais no cumprimento da Agenda 2030 STJ - Ministro Humberto Martins toma posse na presidência do STJ no próximo dia 27 TJ/MG - Volta gradual no TJMG é embasada em números favoráveis
segunda-feira 10 agosto / 2020 STJ - Existência de proposta escrita dispensa presença física de devedor preso em audiência de conciliação sobre dívida alimentar Aplicação de multa a advogado que abandona processo é constitucional Separação de fato cessa impedimento para fluência do prazo da usucapião entre cônjuges Isenção da União do pagamento de custas cartoriais foi recepcionada pela Constituição de 1988
sexta-feira 07 agosto / 2020 Após 2002, direito de retenção por benfeitorias deve ser alegado na contestação IEPTB-Brasil - Soluções digitais auxiliam na resolução dos desafios jurídicos durante a pandemia
quinta-feira 06 agosto / 2020 STF - Ação em que União discutia isenção de custas no programa Minha Casa Minha Vida é extinta Clipping – Convergência Digital - MP 983: novo texto transforma certificado digital em carimbo de cartório
quarta-feira 05 agosto / 2020 Sexta Turma pede atuação mais harmônica das instâncias ordinárias em questões já pacificadas no STJ e no STF Juizado Especial: Casal inadimplente busca a Justiça para utilizar áreas de lazer de um condomínio Cabe arbitramento de honorários após rescisão unilateral de contrato que previa remuneração por verba sucumbencial

 

Rua Guajajaras, 197 - Centro - CEP 30180-103 - Tel. (31) 3224-1788 - Fax (31) 3226-4387 - (31) 97122-1486 © 2020 - Registro de Títulos e Documentos. Cartório do 2º Ofício